logo-de-escritores-brasileiros.gif









Escritores Brasileiros - Frases
“Escrevo como se estivesse dormindo e sonhando: as frases
desconexas como no sonho. É difícil, estando acordado,
sonhar livremente nos meus remotos mistérios.”

Clarice Lispector

“Minha obra toda badala assim: Brasileiros, chegou a hora de realizar o Brasil.”

Mário de Andrade

“A gente não faz amigos, reconhece-os.”

“Não há nada mais gostoso que um amor correspondido...”

Vinícius Moraes

“Qualquer indivíduo é mais importante do que a Via Láctea.”
Nelson Rodrigues

“Ah! Se nem eu sei quem sou, como posso esperar que venha alguém a gostar de mim?”

Cecília Meireles

“Bom de briga é aquele que cai fora.”
Rui Barbosa

“O socialismo não depende de você, nem de mim, nem de ninguém. O socialismo é a marcha inexorável da humanidade que marcha pra frente.”
Jorge Amado

“ontem à noite
sonhei de corpo inteiro
- acordei com teu cheiro”

Álvares de Azevedo

“Bendito aquele que semeia livros e faz o povo pensar.”

“Levo a vida sorrindo, embora me custe lágrimas”

Castro Alves

“A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.”
*
“A minha vontade é forte, mas a minha disposição de obedecer-lhe é fraca.”
*
“Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.”
Carlos Drummond de Andrade

“Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples.”

Manuel Bandeira

"Esses que puxam conversa sobre se chove ou não chove - não poderão ir para o Céu! Lá faz sempre bom tempo..."

“Há 2 espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e ... os amigos, que são os nossos chatos prediletos.”
Mário Quintana
 
 
 Escritor Português
 
Livrarias no Brasil e no mundo.Fernando Pessoa (1888-1935)

Fernando António Nogueira Pessoa foi um escritor português muito consagrado como um dos melhores poetas da Língua Portuguesa. Viveu por muito tempo na África do Sul e lá aprendeu a falar inglês. Trabalhou como editor, tradutor, jornalista e crítico literário e passou a escrever poemas em inglês a partir de 1901.

Começou a ser influenciado por autores portugueses e teve mais contato com a língua. Escreveu prosas, poesias, contos e romances. A partir de 1935, Fernando Pessoa teve problemas com o fígado, pois ele bebia muito e acabou morrendo com apenas 47 anos. O autor gostava de assinar suas obras com pseudônimos como Álvaro de Campos (influenciado pelo Simbolismo e Futurismo), Ricardo Reis  (médico que escrevia poesias e defendia a monarquia) e Alberto Caeiro (poesias mais simples e concretas).

Obras de Fernando Pessoa

  • Ficções do Interlúdio: Para Além do Outro Oceano;
  • Na Floresta do Alheamento;
  • O Banqueiro Anarquista;
  • O Marinheiro;
  • Por Ele Mesmo, dentre outras. 

Felicidade – Fernando Pessoa

“Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!”